Grupo Caio César Mota presta homenagem ao jurista Sylvio Capanema

     Ao lado de vários advogados do seu escritório de advocacia, o presidente da Comissão Especial de Direito Condominial OAB-GO, Dr. Caio César Mota, prestou homenagem ao consagrado jurista brasileiro, Sylvio Capanema, que faleceu em 20 de junho de 2020, por complicações de Covid-19, após três meses de internação num hospital, no Rio de Janeiro.  Ele teve atuação de destaque como advogado, professor e especialista em Direito Imobiliário, sendo o autor da Lei do Inquilinato. Foi também vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ).

     Em vídeo, o grupo de advogados enalteceu o trabalho de Sylvio Capanema que esteve, inclusive, participando do Momento Jurídico do dia 01/04/2020, com a apresentação de Caio César Mota. Juntos a outros convidados, o jurista debateu o tema “Coronavírus nos Condomínios”.

     Já em nota, enviada à redação do Condominial News, Mota fez referência ao dia em que conheceu Capanema, ocasião do Congresso do Instituto Brasileiro de Direito Imobiliário (Ibradim), em 2018, onde pode acompanhar o discurso do mesmo e que considerou emblemático e importante.

     Com um discurso eloquente, Capanema relatou a experiência dele acumulada nos 50 anos em que participou de congressos e eventos. “Mais de 50 anos, participando de congressos e eventos, ensinaram-me que o último palestrante, ou quem encerra, é recebido pela plateia com uma grande simpatia porque ela tem o alívio de saber que o sacrifício está chegando ao fim”, relatou Mota.

     Em seguida, pontua: “Outra observação é a inteligência dos organizadores. Por que certamente me escolheram para encerrar o congresso? Porque o tema central deste congresso é o futuro do Direito Imobiliário. Só se falou em coisas novas como condomínios de lotes, regularização urbana e isso é o futuro. E sobre o futuro eu tenho muito pouco a falar”, continua relatando o advogado Caio César Mota.

     De acordo com Mota, Capanema falava como muita efervescência aos 80 anos e sobre esperança em relação ao futuro e ao passado do Direito Imobiliário. “Quero dizer que eu não quero chegar lá, tenho meus pecados, mas quando chegar lá ou lá, que não fui um mero espectador do processo de mudança do Brasil, quero dizer que fui um agente e a única maneira que me resta de ser um agente dessa mudança é essa, falar aos jovens, apelar para que cumpramos o nosso dever moral e social de lutar permanentemente pelo resgate ético da sociedade brasileira”, finaliza o advogado Caio César Mota.

Condominial News

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Condominial News.

Join Condominial News

This reply was deleted.